Chove chuva,
Desce sobre a terra;
Trás vida sobre a terra;
Inunda os rios;
Manda chuva para as terras secas;
Manda chuva pro nosso sertão.
Chove chuva,
Chove sem parar.
Manda chuva para os nossos agricultores;
Desce chuva, desce chuva;
Chuva para as matas,
Para os rebanhos e riachos;
Desce chuva, desce sem parar.
Trás chuva de avivamento;
Pois nossa mata carece;
Pela seca é afligida a nossa terra;
Pelo lixo que degrada nosso solo;
Pela poluição que cresce sem parar. 
Chove chuva, chove sem parar.
Apazigua as queimadas;
Sossega a pobre alma verde;
O coração azul;
Trás sossego aos pobres animais.
Mãe natureza intercede por nós;
A terra clama por água.
A corsa suspira por água.
Bendita chuva, chove sem parar.


Autor: Marcos Namikaze